Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba/SP

É o pioneiro e o maior Santuário de Grandes Primatas dentre os quatro afiliados ao Projeto GAP. Também é o maior Santuário de grandes primatas da América Latina. Foi fundado em 2000 pelo empresário Pedro Ynterian,  que o mantém até hoje.

Atualmente, abriga cerca de 250 animais, sendo 49 chimpanzés e outros pequenos primatas, aves, felinos e ursos. O Santuário tem cinco hectares de área e 63 recintos para chimpanzés – alguns com 1000m2, divididos em 14 complexos. As instalações estão preparadas para expansão e recebimento de outros animais que forem resgatados de situações de maus-tratos.

A equipe fixa do santuário conta com duas veterinárias e 20 tratadores, que acompanham o dia a dia dos chimpanzés e dos outros animais e desenvolvem atividades de enriquecimento ambiental, visando sempre a melhoria da qualidade de vida no ambiente de cativeiro.

A maior parte dos chimpanzés do Santuário de Sorocaba carrega alguma história de maus tratos pelo ser humano, sendo observado como traumas físicos e/ou psicológicos marcados para o resto de suas vidas. 

Nos circos, eles eram explorados na forma de um trabalho escravo em que eram agredidos fisicamente, castrados e tinham seus dentes extraídos de forma totalmente arcaica. Essas condições faziam com que eles fossem mantidos subjugados, para poderem ser utilizados em apresentações ao público. 

A vida no zoológico acarreta traumas psicológicos graves nos grandes primatas, causados pela solidão (não ver, ouvir, conviver com outro de sua espécie), pelo confinamento em um território extremamente restrito (a legislação que determina o tamanho do recinto é obsoleta no que diz respeito ao tamanho que oferece real bem-estar aos chimpanzés) e pelo estresse da intensa exposição e assédio do público. 

Os chimpanzés que chegam ao Santuário de Sorocaba apresentam mudanças de comportamentos positivas em pouco tempo, pois passam a fazer parte de uma grande comunidade da própria espécie e são cuidados com muito respeito e dedicação por nossos colaboradores.

No Santuário de Sorocaba, cada chimpanzé é um ser individual com suas características intrínsecas e personalidades.  Para nós, os chimpanzés mantidos sob cuidados humanos devem ter, minimamente, liberdade de escolha sobre quando vai se alimentar, em qual parte do recinto quer ficar, ver/ouvir outros de sua espécie, onde quer dormir… E também fazer parte de uma grande comunidade de sua própria espécie, para que, assim, atinjam um nível de bem-estar real e adequado, que acreditamos ser algo próximo da própria felicidade.

RESIDENTES

Alex

Data de nascimento aproximada: 1986. 

Origem: Circo Vitória

Chegou ao Santuário em 2004. Viveu e trabalhou no Circo Vitória por 20 anos, onde se apresentava fazendo exercícios físicos (musculação). Por este motivo, possui até hoje uma estrutura corporal diferente dos outros chimpanzés pois desenvolveu músculos que não são tão bem definidos em um chimpanzé normal.  Ainda no circo teve todos seus dentes arrancados, fato que provavelmente  traumatizou Alex para o resto de sua vida, deixando-o apavorado ao ver uma única gota de sangue. Por algum outro trauma que sofreu no circo, Alex também tem medo de cobertores e por isso só faz ninhos com edredons especiais que damos para ele. Apesar dos diversos traumas pelos maus tratos que sofreu no circo, Alex é um chimpanzé muito dócil e sociável e hoje vive muito feliz com sua companheira Jamaica. 

Billy

Data de nascimento: 10/07/1994 

Origem: Circo Kroner

Foi comprado por um circo quando bebê e chegou ao Santuário em 2004. É muito inteligente e individualista; às vezes, explosivo, não gosta de dividir suas coisas. Quando estava no circo, ainda muito jovem, conviveu por um breve tempo com dois chimpanzés que estão no Santuário, Tião e Monica, mas como Billy não tem boas lembranças dos tempos em que viveu no circo, eles não se deram bem, por isso não vivem juntos no Santuário. É carinhoso e muito brincalhão. Adora ver seu reflexo no espelho. É muito expressivo, pede o que quer com gestos e gosta de apontar as partes do rosto quando está se observando no espelho como olho, boca, dente, etc. 

Billy Jr.

Data de nascimento: 22/02/2003

Origem: Zoológico de Brasília. 

Nasceu no Zoológico de Bauru, onde foi rejeitado por sua mãe. Então, foi transferido para o Zoológico de Brasília e chegou no Santuário em 2003, com apenas 6 meses de idade para ser cuidado junto com sua irmã mais velha, Carolina, que também foi rejeitada por sua mãe. É muito brincalhão, carinhoso, inteligente, convive muito bem com outros chimpanzés e tem a personalidade de uma eterna criança, sempre querendo brincar e fazendo birra quando contrariado. Billy Jr é conhecido por suas vocalizações excepcionais, em que parece outra pessoa gritando e por bater com as mãos no peito (como um gorila) para chamar atenção. 

Black 

Data de nascimento aproximada: 1970. 

Origem: Zoológico de Sorocaba.

Passou um breve período no Santuário em 2004 e foi transferido por determinação novamente em 2019. Trabalhou em circo quando jovem e depois viveu por cerca de 40 anos no zoológico de Sorocaba, sendo os últimos 8 anos completamente sozinho, após a morte de sua companheira,  Rita, em 2011. Black é muito sociável, não gosta de ficar sozinho. Hoje, vive com a chimpanzé Dolores em plena harmonia, totalmente adaptado à sua nova vida no Santuário. Gosta de andar  por todo o recinto, túneis e casinhas. Adora “vigiar” a vida alheia, em que acompanha o cotidiano de seus vizinhos, principalmente a família do Gilberto. 

Bruna

Data de nascimento: 05/09/1988 

Origem: Circo Garcia. 

Chegou ao Santuário em 2004. Viveu no Circo Garcia por 15 anos confinada em uma pequena gaiola. Quando fizemos o seu resgate do circo, precisamos serrar sua gaiola para que Bruna fosse retirada da própria gaiola, pois seu tamanho a impedia de sair. Desde muito nova, Bruna foi mantida nessa mesma gaiola e conforme ela foi se desenvolvendo sem nunca sair, no momento do resgate ela era maior do que a porta da gaiola. Por isso, sofre de claustrofobia até hoje, pelo trauma de viver em um lugar extremamente pequeno. Faça chuva ou faça sol, ela prefere ficar nos locais do recinto a céu aberto, principalmente nos cestos no alto das casinhas, onde faz seu ninho para dormir tranquila. Apesar desse trauma, ela é calma, gentil e dócil e vive em paz com seu irmão Carioca.

Caco

Data de nascimento aproximada: 1986

Origem: Zoológico de Sorocaba.

Foi criado por uma família como pet e depois foi enviado para os zoológicos de Curitiba e depois Sorocaba. Quando vivia no zoológico tinha graves distúrbios  psiquiátricos e se auto-mutilava severamente, mordendo as pernas e arrancando pedaços da própria pele e musculatura. Para o zoológico, o destino de Caco seria a eutanásia pois ele não conseguia melhorar naquelas condições de vida. Foi então levado para o Santuário e sua vida mudou completamente. Ao chegar no Santuário, em 2002, Caco passou por tratamento medicamentoso, porém o mais importante foi conviver diretamente com a chimpanzé Jully e indiretamente com outros vizinhos da mesma espécie. Isso foi fundamental  e fez Caco apresentar em alguns meses melhora total de seu quadro clínico. Desde então, não apresenta mais sinais de qualquer problema psiquiátrico e vive tranquilamente com sua companheira Jully. Caco é muito brincalhão, curioso e carinhoso com seus cuidadores. Gosta muito de fazer grooming e brincar de pega pega, mostrando diariamente sua alegria de ter tido outra chance para viver em paz e em harmonia  deixando seu passado de sofrimentos para traz.

Carioca

Data de nascimento: 24/04/1995

Origem: Circo Garcia. 

Chegou ainda jovem ao Santuário em 2004, vindo do ex-circo Garcia, onde nasceu e morou durante anos. Devido ao sofrimento que passou no circo, assim como sua irmã Bruna, não gosta de ficar em lugar fechado. É temperamental, curioso e muito ativo. Gosta de caminhar por todo o recinto para observar pelas janelas e ver o movimentos dos tratadores e dos chimpanzés que vivem no recintos ao redor. Está sempre com Bruna e gosta de ficar dormindo junto com ela nos cestos que ficam no alto das casinhas, de onde é possível ter uma visão bastante extensa do Santuário. Carioca é muito generoso e divide tudo com Bruna e até leva comida para dividir com ela, quando Bruna não quer descer da casinha para ir buscar.

Carlos

Data de nascimento: 02/02/2000

Origem: Antigo Criadouro de Chimpanzés Marco Schwartz, em Morretes (PR). 

Foi criado por humanos desde o início de sua vida e chegou ao Santuário em 2000, quando tinha poucos meses de idade. É irmão mais velho de Cláudio e convivem juntos desde pequenos. Também é irmão de Vitor e Mônica, porém não os conhece, pois eles foram vendidos para o circo quando nasceram e sou chegaram ao Santuário depois de muitos anos de trabalho e sofrimento no circo. Carlos gosta de brincar com carrinhos e costuma guardar seus brinquedos preferidos na sua cama. É muito corajoso e sociável, especialmente com as fêmeas. É muito brincalhão e gosta de fazer caretas quando se observa no espelho.

Carolina 

Data de nascimento: 04/04/2002

Origem: Zoológico de Brasília.

É irmã mais velha de Billy Jr., e, assim como ele, foi rejeitada por sua mãe, que a agrediu quando ela nasceu e precisou de cuidados veterinários para se recuperar.  Chegou no Santuário em 2002, com 5 meses de idade. É muito inteligente, determinada, temperamental e não gosta de ser contrariada. É bastante dominante, enfrenta os machos e gosta de fazer tudo do seu jeito. Carol adora carregar seu cobertor para todo lugar,  gosta de vestir roupas e de brinquedos. 

Catarina

Data de nascimento aproximada: 1971.

Origem: Circo Koslov.

Foi uma das últimas chimpanzés a trabalhar em circos no Brasil, viveu quase 40 anos no circo. Chegou ao Santuário em 2009, após uma apreensão do Ibama e da Polícia Federal em um circo que estava em Minas Gerais. Catarina é muito sociável, carinhosa e delicada. É uma verdadeira “lady”. Vive na verdadeira paz e amor com seu companheiro Jango e passam o tempo todo juntos.

Cecília

Data de nascimento: 23/06/2012

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

Nasceu no Santuário e é filha de Ditty e Gilberto. Cecília é muito esperta e ativa. Sempre viveu em grupo desde que nasceu, mas depois de entrar na puberdade precisou mudar de família e por isso foi aproximada de Miguel, um jovem macho que também estava precisando mudar de grupo pois estava enfrentando seu pai. Os dois aos poucos foram se aproximando e hoje são inseparáveis, ficam o tempo todo juntos e se adoram. Porém, mesmo separados de suas famílias antecedentes, Miguel e Cecilia ainda têm a oportunidade de conviver com eles, já que estão todos em recintos vizinhos, respeitando, assim, os seus laços familiares e ao mesmo tempo dando oportunidade para que eles comecem uma nova vida e outra família juntos.

Cecília (Argentina)

Data de nascimento aproximada: 1997.

Origem: Zoológico de Mendoza, Argentina. 

Chegou ao Santuário em 2017 e sua história virou um marco na história do direito dos animais, pois foi o primeiro chimpanzé do mundo a ser libertada de um zoológico e transferida para o Santuário por meio de um Habeas Corpus. Cecilia viveu por muito anos no Zoológico de Mendoza na Argentina, onde, após a morte de seus dois companheiros, permaneceu em um recinto precário, muito solitária e triste por anos. Assim que chegou ao Santuário, Cecília rapidamente se adaptou e em poucos meses teve a oportunidade de conhecer o chimpanzé Marcelino, um jovem macho que também estava a espera de uma companhia. Quando Cecília chegou ao Santuário, ela era apática e muito introspectiva, sem expressões faciais nem vocalizações próprias de sua espécie. Hoje, ela está completamente diferente, é muito expressiva e ativa, como os chimpanzés são. Ela gosta de ficar observando seus vizinhos, especialmente Luke, e convive em harmonia com seu companheiro Marcelino.

César

Data de nascimento: 10/12/2013.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

É filho de Samantha e Emílio e irmão mais novo de Sofia, Suzi e Sara. É muito ativo, dominante e gosta de ser o centro das atenções da família. Vive com Jimmy e suas irmãs, e gosta muito de ficar provocando Suzi para brincar. É muito precoce, evoluído, auto-suficiente e desde de pequeno tem estratégias de dominância para conquistar a todos com quem convive, indo da provocação ao carinho para conseguir o que quer. 

Cláudio

Data de nascimento aproximada: 2000

Origem: Antigo Criadouro de Chimpanzés Marco  Schwartz, em Morretes (PR).

É filho de Gilberto e Lulu e irmão mais novo de Carlos. Chegou ao Santuário quando era um bebê, em 2001. Apesar de ser um macho muito dominante, é ao mesmo tempo meigo, sociável e temperamental. Gosta de fazer grooming e   quando ele se machuca gosta de mostrar as feridas para as pessoas que confia para ser cuidado. Assim como seu irmão Carlos, também gosta de ficar fazendo caretas quando vê seu reflexo no espelho, é bastante ativo e alegre.

Ditty

Data de nascimento aproximada: 1985

Origem: Antigo Criadouro de Chimpanzés Marco Schwartz, em Morretes (PR).

Chegou ao Santuário em 2001 vinda de um ex-criadouro comercial onde sofreu muito e era utilizada para reprodução, sendo que logo após o nascimento seus bebês eram retirados e vendidos por todo o Brasil.  Apenas quando chegou ao Santuário teve oportunidade de criar os seus filhos e viver em paz. É mãe de Dolores, Samantha, Luiza, Pedrinho e Yasmin, os três últimos nascidos no Santuário – os quais conseguiu criar naturalmente pois não foram retirados dela. É uma boa mãe, dedicada, mas rígida, e fica vigiando muito de perto o tempo todo seu filhote. Por ser mais séria, as brincadeiras com a filha mais nova ficam por conta do pai Gilberto, que adora curtir seus filhos.

Dolores

Data de nascimento aproximada:1996

Origem: Beto Carrero World.

Viveu sua infância no Circo di Napoli e foi confiscada pela Justiça por maus tratos e falta de documentação legal e trazida para o Santuário. Porém, com uma reviravolta no processo judicial, foi determinado que Dolores voltasse para o zoológico Beto Carrero World que era seu “dono” legalmente. Após o fim do processo em 2005, Dolores foi enviada em definitivo para o Santuário e chegou  gravemente debilitada, com a saúde frágil e com problemas respiratórios.   Apesar de todos os maus tratos que sofreu, e de carregar traumas por toda a vida, Dolores é muito sociável e convive bem em grupo. É um pouco desajeitada, mas ao mesmo tempo é carinhosa com as pessoas em quem confia e adora fazer grooming.  Hoje vive em harmonia com Black, que chegou ao Santuário já idoso e precisando da companhia certa para se socializar e ser feliz. Por seu temperamento Dora (apelido carinhoso) foi a escolhida e deu a Black uma nova chance de viver acompanhado, ensinando a ele como ser um chimpanzé novamente.  Adora brincar de água da mangueira e de bacia com água, ela tenta jogar água em Black, que não gosta muito de participar dessa brincadeira, mas sempre fica perto dela. 

Emílio

Data de nascimento: 24/05/2000.

Origem: Antigo Criadouro de Chimpanzés Marco  Schwartz, em Morretes (PR).

Foi criado por humanos desde seus primeiros dias de vida. É filho de Gilberto e Margarete e irmão mais novo de Noel. É conhecido como chimpanzé “sorriso”, pois sorri quando vê pessoas que gosta. Emílio também é famoso por jogar terra nas pessoas estranhas ou quando o trator passa perto de seu recinto. Tem seu jeito peculiar de chamar atenção, que é fazendo o som de beijo repetidamente. É muito carinhoso, amável, brincalhão e impulsivo. Quando está desconfiado, tem o mesmo olhar de sua mãe, Margarete.

Francis

Data de nascimento aproximada: 1968.

Origem: Zoológico Vesty Pakos (Bolívia).

Ainda bebê foi levada da África para os EUA,  para um laboratório de experiências médicas. Na idade adulta, viveu em um zoológico no Colorado e de lá foi enviada com a fêmea Queenie ao Zoológico Vesty Pakos, em La Paz, Bolívia. Tal zoológico não tinha mais condições de cuidar das chimpanzés e por isso foram enviadas para o Santuário em 2003. É uma das fêmeas mais velhas do Santuário e sempre viveu com sua companheira Queenie, que faleceu em 2011. Após o ocorrido Francis conviveu com Charles e hoje esta no companhia do chimpanzé Sam.  Francis é muito reservada, não gosta do contato com humanos devido ao seus traumas passados, em que sofreu muito nas mãos dos seres humanos,  mas não gosta de ficar sozinha e gosta de companhia de outros chimpanzés. Por isso está sempre na companhia de Simon (Sam).

Gilberto

Data de nascimento aproximada: 1985. 

Origem: Antigo Criadouro de Chimpanzés Marco Schwartz, em Morretes (PR).

Chegou ao Santuário em 2002 vindo do de um ex-criadouro comercial, onde era utilizado para reprodução. É pai de Noel e Emílio e outros chimpanzés já nascidos no Santuário: Pedrinho, Luiza e Yasmin, mas também tem vários filhos que não conhece, pois foram vendidos pelo criadouro. Vive em familia, num dos maiores grupos do Santuário. Adora brincar com os filhotes, é um ótimo pai e ao mesmo tempo é um macho dominante e muito territorialista, sempre protegendo seus grupo.

Jamaica 

Data de nascimento aproximada: 1981. 

Origem: Hotel Fazenda Boa Luz (SE).

Chegou em 2014 ao Santuário, extremamente magra e debilitada, junto com seus companheiros, Maria das Dores e Martin. Jamaica vivia num Hotel Fazenda em  Sergipe, onde trabalhava entretendo os hóspedes, circulando no hotel com uma coleira no pescoço. Antes de trabalhar no hotel viveu em um circo onde teve todos os seus dentes arrancados. Apesar de tudo isso, Jamaica é muito dócil, tranquila, sociável e carinhosa. No Santuário, é conhecida por seus gritos escandalosos, gritando e ficando muito eufórica quando alguém que ela gosta chega e também quando qualquer outro chimpanzé vocaliza perto dela. Adaptou-se rapidamente ao Santuário e hoje vive muito feliz com seu companheiro Alex.

Jango

Data de nascimento aproximada: 1986. 

Origem: Circo di França.

Chegou ao Santuário em 2003 depois de passar grande parte de sua vida viajando em um circo de Minas Gerais. Quando viva no circo, foi castrado e teve todos os seus dentes arrancados. Em alguns momentos, ele parece um idoso um pouco rabugento, mas sua personalidade é muito mais sociável, sendo muito carinhoso e brincalhão. Adora brincar com água e costuma lavar as mãos e os pés quando está brincando. Jango esta está sempre com sua companheira Catarina, os dois são inseparáveis e passam horas fazendo grooming um no outro.

Jeber

Data de nascimento aproximada: 1990. 

Origem: Circo le Cirque.

Chegou ao Santuário em 2008 junto com seu companheiro Tyson, quando o Ibama confiscou todos os animais do Circo Le Cirque em Brasília. Vivia junto com Tyson em uma carreta precária de tamanho ínfimo no meio de fezes e restos de comida.  No circo ainda foi castrado e teve todos os seus dentes arrancados. Tinha uma corrente pesada no pescoço quando foi resgatado, e quando chegou ao Santuário tinha várias cicatrizes no pescoço. Por isso, é desconfiado e traiçoeiro com as pessoas. Apesar disso, por trás de todo o sofrimento que passou, Jeber é sociável, brincalhão e adora carregar e cuidar dos brinquedos que ganha como enriquecimento ambiental.

Jimmy

Data de nascimento aproximada:1992. 

Origem: Zoonit (RJ).

Morou por mais de 10 anos sozinho em um recinto minúsculo no ZOONIT, em Niterói. Jimmy chegou ao santuário em 2011, após uma apreensão feita pelo IBAMA para a retirada  de todos os animais devido a condições de maus tratos em que os animais estavam sendo submetidos no zoológico. O local não tinha condições para cuidar dos animais e pouco tempo depois foi aberta uma investigação contra o zoológico por suspeita de tráfico internacional de animais. Apesar de todos os anos que passou isolado do convívio com outros chimpanzés, Jimmy  é muito sociável e no Santuário se revelou um pai adotivo extraordinário e vive muito bem com os filhos de Samanta – Sofia, Sara, Suzi e César -, tendo muita paciência para cuidar de todos eles. É muito carinhoso, calmo, teimoso, determinado e adora tomar banho de mangueira.

Johnny

Data de nascimento aproximada: 1989

Origem: Zoológico de Curitiba.

Chegou ao Santuário em 2005. Viveu por dez anos no zoológico de Curitiba, e antes de chegar ao zoo foi criado como pet por uma família em São Paulo, em uma gaiola no quintal de 25m². Já chegou no Santuário sem dois dedos da mão direita e não se sabe como os perdeu, pois pouco se conhece de seu passado. Johnny é alegre, carinhoso, esperto e gosta muito de ficar na passarela de seu recinto, onde faz ninhos para dormir com vários cobertores e ficar bem confortável. Adora tomar água direto na mangueira ou em garrafinhas e de fazer grooming com seus cuidadores.

Jully

Data de nascimento aproximada: 1990. 

Origem: Zoológico de Piracicaba.

Pertencia a um circo do Nordeste que faliu e a vendeu a um comerciante de animais. Por não ter documentação legalizada, foi entregue ao zoológico de Piracicaba. Depois do fechamento temporário do zoo, em 2002, foi para o Santuário. Jully é muito carinhosa, delicada e tem muito ciúmes de seu companheiro, Caco. Estão sempre juntos e gostam de ficar no recintos próximos ao lago, onde Jully sobe nos cestos da casinha para observar a vista. Gosta de beber líquido gelado em garrafa e com canudinho e adora comer verduras frescas. 

Luiza

Data de nascimento: 06/05/2003.

Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

Filha de Ditty e Gilberto. Desde que nasceu, vive em grupo junto de sua família. É uma fêmea muito forte e geniosa, assim como era sua mãe Ditty quando mais jovem. Cuida bem de sua filha, Sol, e está sempre participando das atividades do grupo, provocando a todos para conseguir o quer. 

Luke

Data de nascimento aproximada: 1994.

Origem: Zoológico de Goiania. 

Foi tirado de sua mãe poucos dias depois do seu nascimento e vendido para um circo. É o irmão mais velho de Guga, o primeiro chimpanzé do Santuário. Viveu muitos anos de sua vida no Circo Estoril e tinha problemas de relacionamento com humanos, que foram superados no Santuário. Luke é muito inteligente, afetuoso e gosta muito de interagir com os humanos em que confia. Devido ao passado traumático, infelizmente Luke não aceita conviver bem com outros chimpanzés, pois viveu muito tempo isolado. É o protetor do Santuário, observa todos os acontecimentos e está sempre de olho em tudo.

Marcelino

Data de nascimento: 27/03/2007.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

Filho de Peter e Táta, que já chegou grávida ao santuário. Irmão mais velho de Miguel e Milan. É extremamente carinhoso, sociável e brincalhão. Marcelino gosta de fazer ninhos cortando o cobertor em vários pedaços e de observar o movimento dos outros chimpanzés pelo cesto no alto da casinha. É muito ativo, está sempre atento, mas ao mesmo tempo é muito tranquilo. Precisou ser retirado do grupo de sua família, pois quando foi ficando mais velho começou a disputar a dominância com seu pai. Marcelino estava precisando de uma companhia e assim chegou Cecília Argentina. Os dois foram aproximados lentamente e logo se mostraram compatíveis e interessados. Isso proporcionou à Cecília Argentina uma adaptação mais rápida e uma vida mais feliz para os dois, que vivem juntos em harmonia.

Margarete

Data de nascimento aproximada: 1972. 

Origem: Antigo Criadouro de Chimpanzés Marco Schwartz, em Morretes (PR).

Quando jovem, viveu por um tempo no circo onde teve todos os seus dentes arrancados. Depois disso passou parte de sua vida em um ex-criadouro comercial, onde sofreu muito e era utilizada para reprodução, sendo que logo após o nascimento seus bebês eram retirados e vendidos por todo o Brasil. Além disso, era utilizada para reprodução em zoológicos e passava ilegalmente um tempo em  diversos locais apenas para gerar os bebês, que depois eram vendidos ou permutados. É a mãe de Noel e Emílio, que vivem no Santuário. mas não os conhece, pois foram retirados dela logo após nascerem. É um pouco rabugenta e teimosa, mas ao mesmo tempo é meiga e fácil de lidar. É muito sociável, pois sabe exatamente como se comportar em qualquer situação diferente no convívio com outros chimpanzés. Vive com a chimpanzé Maria e tem uma relação de amizade muito bonita com ela; as duas em pouco tempo se tornaram companheiras inseparáveis, fazem tudo juntas e se respeitam e se protegem mutuamente. 

Maria das Dores 

Data de nascimento aproximada: 1983. 

Origem: Hotel Fazenda Boa Luz (SE).

Chegou ao Santuário em 2014 muito magra e triste, junto com seus companheiros, Jamaica e Martin. Adaptou-se rapidamente ao Santuário e logo se recuperou convivendo bem com todos. Maria é muito calma, dócil, introspectiva e muito teimosa. Vive melhor com fêmeas do que machos e hoje vive com sua amiga Margarete, com total paz e tranquilidade que uma proporciona à outra. As duas em pouco tempo se tornaram companheiras inseparáveis, fazem tudo juntas e se respeitam e se protegem mutuamente. 

Martin (Sergipe)

Data de nascimento aproximada: 1985. 

Origem: Hotel Fazenda Boa Luz (SE).

Chegou ao Santuário em 2014 junto com as chimpanzés Maria das Dores e Jamaica. Vivia em uma ilha precária e muito pequena junto com as duas fêmeas e não deixava que as duas se alimentassem, já que a comida não era suficiente para os três. Era temido e muito solitário onde vivia e em pouco tempo após chegar ao Santuário mudou seu comportamento e se mostrou dominante ainda, contudo mais alegre e brincalhão. Martin gosta de interagir e chama para brincar correndo de um quarto para o outro. Gosta muito de gelinho de fruta que recebe como enriquecimento e está mais calmo para se alimentar, diferente do que foi no passado. 

Martin

Data de nascimento aproximada: 1996.

Origem: Circo Garcia.

Chegou ao Santuário em 2004, procedente do ex-Circo Garcia. É de fácil relacionamento com humanos e, principalmente, com outros chimpanzés. É um chimpanzé forte e esbelto, muito inteligente, curioso, ativo e está sempre interessado no movimento dos tratadores a sua volta. Adora água de coco, começa a gritar quando vê os cocos e rapidamente abre a casca para tomar a água. Vive com a chimpanzé Monica, uma fêmea bastante dominante e forte, porém se respeitam e sabem ficar um pouco afastados quando um está mais nervoso que o outro.

Miguel

Data de nascimento: 09/10/2010.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

Segundo filho de Táta e Peter, irmão de Marcelino e Milan. É muito parecido com seu irmão Marcelino, tanto fisicamente quanto na sua personalidade. É um pouco mais introspectivo do que Marcelino, mas muito dócil e sociável com as pessoas e chimpanzés em que confia. Depois de entrar na puberdade, Miguel precisou mudar  mudar de grupo, pois estava enfrentando seu pai. Cecilia que também estava mudando de grupo foi a companhia perfeita para ele. Os dois aos poucos foram se aproximando e hoje são inseparáveis, ficam o tempo todo juntos e se adoram. Mesmo muito bem juntos, os dois mantém seus laços familiares já que podem interagir com seus familiares que ficam nos recintos próximos a eles e assim proporcionar bem estar para todos.

Milan

Data de nascimento: 07/09/2015.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

Filho mais novo de Tata e Peter, irmão de Marcelino e Miguel. Milan tem seu jeito peculiar de observar tudo e todos, ele levanta a cabeça e olha “por cima”. É mais genioso que seus irmãos, sendo muito curioso e corajoso. Adora subir nas árvores do seu Recinto e brincar com seu pai Peter. Esta sempre próximo de sua mãe Tata, que cuida muito bem dele, dando muito carinho protegendo e repreendendo Milan quando necessário.

Mônica

Data de nascimento aproximada: 1995.

Origem: Circo Kroner.

Chegou ao Santuário em 2006, é irmã de Carlos, Claudio e Vitor, porém ela nunca os conheceu, pois ainda bebê foi vendida para o circo. É uma fêmea grande e dominante e de personalidade forte. Tem o hábito de andar em pé com bastante frequência, principalmente para mostrar o seu tamanho e intimidar. Gosta de usar roupa e faz uma espécie de saia com tecidos, para andar pelo recinto. Vive com o chimpanzé Martin e, apesar de geniosa, Monica sabe respeitá-lo.

Noel

Data de nascimento: 20/12/1998.

Origem: Antigo Criadouro de Chimpanzés Marco Schwartz, em Morretes (PR).

Foi criado por humanos desde seu nascimento. Chegou ao Santuário em 2000, junto com Samanta, os dois foram criados desde bebês como irmãos, apesar de terem pais diferentes. É filho de Gilberto e Margarete e irmão mais velho de Emílio. Noel é muito sociável, educado e adora observar todo movimento dos carros, pois do seu recinto ele visualiza a garagem e a movimentação dos funcionários. É conhecido como “engenheiro”, pois é muito inteligente em tudo que faz. Como seu irmão, Emílio, quando está desconfiado tem o mesmo olhar de sua mãe, Margarete. Gosta muito de brincar e interagir, ja viveu em vários grupos de chimpanzés, hoje está com Samanta, que fica tempos com ele ou com seus filhos. 

Pedrinho

Data de nascimento: 08/01/2008.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

Filho de Ditty e Gilberto, vive no grupo com seus pais e irmãs. É muito esperto e gosta de imitar seu pai e está sempre andando atrás dele e observando tudo o que ele faz. Tem um bom relacionamento com todos de sua família, mas já se mostra bastante dominante, procurando sempre fazer tudo o que quer e mostrando sua força para as fêmeas. É muito curioso e ativo e está sempre atento a vocalização dos outros chimpanzés vizinhos.

Peter

Data de nascimento aproximada: 1985. 

Origem: Zoológico Paraíso Perdido (CE).

Chegou ao Santuário em 2007. Vivia num zoológico em Fortaleza, onde sofreu muito junto com as chimpanzés Tata e Judy, pois o zoo foi fechado e ficou em situação precária, fazendo com que eles sofressem com a falta de comida e água. Além disso, viviam em um recinto onde fazia pouca sombra, obrigando-os a ficar no calor e passar sede. É muito forte, imponente e tem uma coloração de pelos diferente dos outros chimpanzés, sendo mais acinzentado por todo o corpo.  Peter é reservado, mas gosta de brincar de pega-pega.  Sempre que vai buscar comida para comer na casinha do seu recinto,  pega várias bananas e outras frutas de uma só vez, talvez por ter passado fome na sua vida anterior ao Santuário e por ter medo de ficar sem comida. É o pai de Marcelino, Miguel e Milan. Peter é um ótimo pai, cuida muito bem de seus filhos, sempre interagindo positivamente com eles. 

Rakker

Data de nascimento: 29/06/1991.

Origem: Artis Zoo de Amsterdã (Holanda). 

Quando muito jovem  Rakker não era bem aceito no grupo de chimpanzés no zoo em que vivia e por diversas vezes foi agredido pelos membros do grupo, sofrendo graves ferimentos.  Ainda no zoo, o único chimpanzé que aceitou Rakker foi Simon (Sam), que virou seu fiel companheiro e foi para o Santuário junto com ele em 2004.  Rakker é tímido, introvertido e reservado. Carrega os traumas da sua vida no zoológico até hoje e tem muito medo de outros chimpanzés. Apesar disso, ele gosta da companhia de pessoas que ele confia e se mostra muito dócil e carinhoso.

Samanta

Data de nascimento: 14/02/1999.

Origem: Antigo Criadouro de Chimpanzés Marco Schwartz, em Morretes (PR).

Foi criada por humanos desde seus primeiros dias de vida  chegando ao Santuário em 2000, junto com o chimpanzé Noel. Samanta e Noel foram criados como irmãos apesar de terem pais diferentes e até hoje vivem bem juntos e tem laços afetivos de irmãos. É mãe de quatro chimpanzés nascidos no santuário – Sofia, Sara, Suzi e César. É muito inteligente, calculista e extremamente sociável com outros chimpanzés, por isso gosta de mudar de grupo de chimpanzés frequentemente. Samanta tem uma personalidade forte, assim como sua mãe, Ditty, e é  mais reservada em demonstrar seus sentimentos. 

Sara

Data de nascimento: 22/05/2010.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

Tem aparência física muito semelhante à da sua tia Carolina, bem como sua personalidade, até mesmo seus trejeitos lembram sua tia. A particularidade de Sara está no jeito que ela olha para os outros, ela levanta a cabeça e faz uma careta quando está observando pensativa. Vive com sua irmã Suzi e com Jimmy, que a criou como filha, e também com César e Sofia, que estão hora com eles hora com sua mãe, Samanta. Sara é muito observadora, determinada e não gosta de ser contrariada. Sara vive muito bem em grupo e respeita muito Jimmy, estando sempre junto dele e seguindo o que ele faz. 

Simon (Sam)

Data de nascimento: 08/02/1990.

Origem: Artis Zoo de Amsterdã (Holanda). 

Chegou ao Santuário em 2004, junto com Rakker. É um pouco agitado, desconfiado e muito temperamental, adora brincar de correr quando está bem humorado, mas às vezes é um pouco mal humorado e permanece mais reservado. Hoje vive um pouco com Rakker e um pouco com Francis. Se dá muito bem com os dois e respeita os traumas de Rakker, sendo muito bom com ele. É muito admirado por Francis, que está sempre atrás dele e, apesar de serem reservados, curtem muito a companhia um do outro. 

Sofia

Data de nascimento: 28/04/2009.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

É filha de Samanta e Guga. No início não foi cuidada pela mãe e precisou ser cuidada por humanos, mas depois foi reintegrada ao grupo e hoje vive muito bem com sua mãe e irmãos. Sofia é a encrenqueira da família, sempre agitando o cotidiano e provocando seus irmãos. É decidida e valente e interage e pode viver com vários chimpanzés, já que apesar de ter a personalidade forte sabe se relacionar bem com eles. 

Sol 

Data de nascimento: 20/11/2014.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

É a  filha de Luiza. É muito agitada e gosta de brincar com todos os membros da família. É alegre, corajosa e curiosa e está sempre procurando por uma brincadeira. Gosta muito de brincar com Yasmin e estão sempre juntas aprontando. 

Suzi

Data de nascimento: 10/06/2011.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

É muito dócil, ciumenta e às vezes desconfiada. É a mais próxima de seu pai adotivo, Jimmy, mas interage e se dá bem com todos do grupo. Costuma brincar muito com César, é a irmã que tem mais paciência com ele. Está sempre junto de Sara, que por ser sua irmã mais velha serve como referência para ela. 

Táta

Data de nascimento aproximada: 1990. 

Origem: Zoológico Paraíso Perdido (CE).

Chegou ao Santuário em 2007, muito debilitada, porém grávida, e conseguiu dar a luz a um bebê saudável, o chimpanzé Marcelino. Vivia num zoológico em Fortaleza, onde sofreu muito junto com os chimpanzés Peter e Judy, pois o zoo foi fechado e ficou em situação precária fazendo com que eles sofressem com a falta de comida e água. Além disso, viviam em um recinto onde fazia pouca sombra , obrigando-os a ficar no calor e passar sede. Hoje vive feliz e em paz junto com sua família. É uma ótima mãe, muito dedicada, calma e tranquila. Adora tomar água na garrafinha.

Tião

Data de nascimento: 12/01/1996. 

Origem: Circo Kroner.

Chegou ao Santuário em 2004, procedente de um circo, onde conheceu Mônica e Billy, que também vivem no Santuário. É um pouco desconfiado, mas ao mesmo tempo brincalhão com quem confia. Gosta de fazer grooming e adora ficar na passarela, para ficar pedindo coisas para quem passar por perto. Convive bem em grupo e sabe criar alianças para conseguir o que quer. 

Tyson

Data de nascimento: 1990. 

Origem: Circo Le Cirque.

Chegou ao Santuário em 2008, quando o Ibama confiscou todos os animais do Circo Le Cirque em Brasília. Vivia junto com Jeber em uma carreta precária de tamanho ínfimo no meio de fezes e restos de comida.  No circo ainda foi castrado e teve todos os seus dentes arrancados. É obediente e mais sociável que Jeber, gosta muito de brincar e de observar o lago e mata que ficam próximos ao seu recinto. Vive muito bem com Jeber e são muito ligados um ao outro, se defendendo mutuamente quando se sentem ameaçados.

Yasmin

Data de nascimento: 14/03/2017.

Origem: Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba. 

É a caçula do Santuário. É muito ativa e esperta. Brinca com todos de sua família, especialmente com seu pai, Gilberto. Está sempre perto da chimpanzé Sol, interagindo e aprendendo com ela. 

IN MEMORIAM – Viveram no santuário e agora descansam em paz

Bob (1975-2016)

Bongo (1996 – 2016)

Carolina (1985 – 2013)

Charles (1985 – 2015)

Flinn (2001)

Gil (1994 – 2006)

Guga (1999 – 2018) https://www.projetogap.org.br/guga/

Hulk (1975 – 2012)

Judy (1985 – 2015)

Junior (1977 – 2012)

Leo (1995 – 2007)

Lilico (1980 – 2020)

Lulu (1984 – 2008)

Nega (1977 – 2016)

Pinho (1985 – 2016)

Pongo (1985 – 2015)

Susi (1975 – 2005)

Táta (Tatinha) (1978 – 2009)

Toto (1989 – 2017)

Tuca (1973 – 2008)

Vitor (1997 – 2012) 

Queenie (1973 – 2011)