Notícias

Três anos sem Guga

Postado em 27/05/2021


Guga (GAP)

O TBT de hoje é uma homenagem. Há exatos 3 anos o chimpanzé Guga nos deixava. Guga foi o primeiro chimpanzé do Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, SP, e o grande inspirador para as atividades informativas e de conscientização do Projeto GAP. Por causa de Guga, os quatro santuários afiliados ao GAP no Brasil hoje abrigam 78 chimpanzés e um orangotango, além de outros animais, os tirando de situações de maus-tratos.

Guga nasceu em um criadouro comercial no Paraná, sul do Brasil, em 1999. O local reproduzia chimpanzés para vender a circos e zoológicos. Aos três meses de idade, Guga foi “adotado” pelo empresário Pedro Ynterian, que em pouco tempo percebeu que o chimpanzé não era um pet. Ele foi então transferido para instalações adequadas em um criadouro conservacionista no interior de São Paulo, que já abrigava primatas e aves resgatados de atividades ilegais.

Para não ficar sozinho, negociou-se também a transferência de outros chimpanzés filhotes nascidos no mesmo local. Dessa forma, o centro comercial de reprodução foi finalmente fechado e nascia o Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, o maior da América Latina.

Acometido por uma doença avassaladora que o fez lutar, como bom guerreiro que era, por várias semanas, Guga deixou seus companheiros não humanos e humanos do Santuário na madrugada do dia 27 de maio de 2018. Descanse em paz, querido Guga. Gratidão a tudo o que representou e ainda representa na luta pelos Direitos dos Grandes Primatas.

Veja abaixo algumas imagens de Guga: