Notícias

ONU apoia transferência de orangotangos e chimpanzé para Santuário do GAP no Brasil

Postado em 21/08/2015


Cecilia (Los Andes)

Em cartas enviadas à Argentina e México, o Projeto GRASP (Great Apes Survival Partnership), da ONU, coordenado por Doug Cress, respalda a transferência dos orangotangos Sandra e Toto, que vivem, respectivamente, no Zoológico de Buenos Aires e no Zoológico de Chapultepec (cidade do México), e da chimpanzé Cecilia, que vive no Zoológico de Mendoza, na Argentina, para o Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, afiliado ao Projeto GAP.

Nos casos da Argentina, os grandes primatas estão representados por um pedido de Habeas Corpus, em um processo que está sendo conduzido pela ONG local AFADA para libertá-los do cativeiro isolado e precário. O GRASP escreveu as cartas para os Juízes que estão analisando os casos. Já o caso de Toto está sendo negociado pelo projeto GAP México junto com a direção do zoológico, e está sendo coberto por uma grande campanha que se intensificou depois da morte do irmão de Toto, Jambi, no final do mês de julho. A carta do GRASP foi direcionada à direção do zoológico mexicano.

Este apoio de um Organismo das Nações Unidas, que luta pela sobrevivência das espécies de Grandes Símios no mundo, é uma prova evidente de que os grandes primatas devem morar em Santuários, quando não podem retornar à vida livre.

Veja abaixo as cartas originais (em inglês):

Toto letter 2015

Cecilia letter

Sandra letter

 

Dr. Pedro A. Ynterian

Presidente, Projeto GAP Internacional

Campañha por Toto (GAP México):

Camapna Toto GAP Mexico (4) Camapna Toto GAP Mexico (1) Camapna Toto GAP Mexico (3) Camapna Toto GAP Mexico (2) Camapna Toto GAP Mexico (5)