Notícias

Mistério em torno de uma exportação de chimpanzés para a China

Postado em 13/05/2020


Por Peter Dickinson – Consultor internacional independente para zoológicos / Zoo News Digest

Em julho de 2019, 18 chimpanzés foram exportados da África do Sul para a China. Eles possuíam documentação da CITES, mas essa mostra não conformidades significativas com a CITES e com os Regulamentos da CITES da África do Sul, 2010.

ONDE ESTES CHIMPANZÉS NASCERAM E FORAM CRIADOS? Talvez alguém da PAAZA possa responder à pergunta.

Essa exportação tem fortes semelhanças com o caso Taiping Four, mas menos perguntas estão sendo feitas. Provavelmente porque são chimpanzés e não gorilas.

O exportador era o Hartbeespoort Snake and Zoo Park, na província noroeste, mas parece que Christa Saayman, do Mystic Monkeys and Feathers Wildlife Park, na província de Limpopo, atuou como agente de exportação.

O importador era o Beijing Green Landscape Zoo, também conhecido como Beijing Wildlife Park (BWP)*. Dezoito chimpanzés chegaram à China, mas entende-se que o BWP tem apenas 15. Não está claro onde estão os 3 restantes. Não há evidências de que eles foram devolvidos à África do Sul, mas há algumas informações de que eles podem ter sido levados ao zoológico de Jinan.

Os chimpanzés estão listados no anexo 1 da CITES. Nos termos dos “princípios fundamentais” da Convenção, as espécies do Anexo 1 são aquelas “ameaçadas de extinção que são ou podem ser afetadas pelo comércio. O comércio de indivíduos dessas espécies deve estar sujeito a uma regulamentação particularmente estrita, a fim de não comprometer mais a sua sobrevivência e só deve ser autorizado em circunstâncias excepcionais.”

Entende-se que alguns desses chimpanzés fêmeas estavam grávidas no momento da exportação.

*Foi nesse parque que um tigre arrastou e matou uma turista que saiu do carro em julho de 2016, tragédia bastante noticiada na época.

Fonte: Zoo News Digest – https://zoonewsdigest.blogspot.com, em 30/04/2020