Notícias

Lufthansa junta-se a Campanha Mundial contra Tráfico de Animais

Postado em 21/11/2001


A companhia aérea alemã Lufthansa, uma das maiores do mundo, em uma resolução interna de maio deste ano, proibe o transporte de animais exóticos com fins comerciais. Só aceitarão carga viva nestas características quando tiver um fim de reintrodução do animal na natureza, ou para projetos cientificamente controlados de preservação de espécies ameaçadas ou para salvar a vida desses animais.

Em 1990, a Lufthansa foi a primeira companhia aérea a declarar embargo de transporte de aves exóticas capturadas na natureza. Também desde 1995 esta companhia não tem transportado primatas a terceiros países. E desde dezembro de 1999 não tem transportado baleias e golfinhos.

Em setembro de 2000, as companhias aéreas com base em Taiwan, que estão classificadas em segundo lugar no mundo como transportadores de primatas destinados a pesquisa médica em laboratórios norte-americanos, também declararam que não aceitarão mais esse tipo de transporte.

As companhias aéreas brasileiras têm a palavra agora. Através delas uma boa parte de nossa fauna exótica viaja para fora do país, depredando nosso bem mais precioso.