Notícias

“Linguagem” de BONOBO Desafia a Teoria da Comunicação

Postado em 20/02/2003


Um Bonobo que foi um dos pioneiros da comunicação inter-espécies surpreendeu alguns pesquisadores por ter inventado suas próprias palavras, de acordo com um artigo recente no New Scientist.
Acredita-se que Kanzi, um Bonobo macho de 22 anos no Centro de Pesquisa de Linguagem em Decatur, Geórgia, E.U.A., tenha estabelecido seus próprios sons para as palavras “banana”, “uva”, “suco” e “sim”. É o primeiro relato sobre um primata emitindo sons que parecem conter significados em diferentes situações e desafia a teoria de que os animais não têm linguagem.

Jared Taglialatela, Sue Savage-Rumbaugh e Lauren Baker, pesquisadores da Universidade do Estado da Geórgia, estudaram mais de 100 horas de fitas de vídeo de Kanzi e analisaram seu modelo vocal. Eles identificaram quatro sons que Kanzi fez em diferentes contextos – chiados de alto tom que eles acreditam ser para separar palavras . Taglialatela disse: “Não ensinamos isto a ele. Ele está fazendo por si próprio”.

Pesquisadores encontraram evidências de sintaxe em primatas do oeste africano e vocalizações de chimpanzés, e alguns antropóides grandes dominaram centenas de palavras na linguagem de sinal americana.

Mas as vocalizações de Kanzi são o elo mais próximo para estabelecer que os Grandes Primatas, além dos humanos, podem emitir sons que carregam significado específico.

Apesar disto, os pesquisadores estão relutantes em classificar os sons de Kanzi como “linguagem” até que outros Bonobos sejam apresentados para compreender e respondê-los.