Notícias

Juíza de Mendoza, na Argentina, decide enviar Cecilia ao Brasil

Postado em 02/03/2016


Cecilia/ jornadaonline.com

A Juíza María Alejandra Maurício, da cidade de Mendoza, Argentina, decidiu dentro de um processo de Habeas Corpus, iniciado pela organização AFADA – Associação de Funcionários e Advogados que lutam pelos direitos dos Animais, que a chimpanzé Cecilia fosse transferida para o Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, afiliado ao Projeto GAP.

Cecilia, de 19 anos,  ficou sozinha no zoológico após a morte inesperada, em um curto espaço de tempo, de seus companheiros Charly e Xuxa. Ela está depressiva e as condições nas quais se encontra são precárias, o que piora seu estado de ânimo.

O processo já está correndo há mais de um ano na Justiça da Província Argentina. Uma das alternativas existentes era enviá-la a um Zoológico na Província de Rio Negro, onde um chimpanzé macho se encontra sozinho, após ser transferido na calada da noite do Zoológico de Córdoba a fim de evitar sua libertação através de um  outro processo de Habeas Corpus que estava com possibilidades de ser concedido. O chimpanzé Toti, em Rio Negro, também sofre de depressão, mas os proprietários do zoológico privado se negam a transferi-lo para algum centro onde possa desfrutar do convívio com seus iguais.

A Juíza Maurício deu um prazo de 30 dias para que o documento legal de doação da chimpanzé Cecília esteja pronto, a fim de poder iniciar os trâmites do seu traslado ao Brasil.

Dr. Pedro A. Ynterian

Presidente, Projeto GAP Internacional