Notícias

Guga: Um perfeito Pai adotivo

Postado em 23/07/2002


A relação entre os Chimpanzés é muito intensa, por isso a humanização é a pior escolha que se pode fazer para eles. Os Chimpanzés sabem gerenciar suas vidas, viver em comunidade, substituir relações quando necessário e entender-se entre si, muitas vezes, sem nossa ajuda ou interferência.

Quando o bebê Claudio chegou ao Santuário tinha menos de 1 ano de idade. Guga tinha 2 anos e meio, era o mais velho do grupo de bebês, integrado com Carlos e Emílio. Quando Claudio foi colocado nesse grupo precisava ser cuidado por outro chimpanzé, e não tinha uma fêmea disponível. Guga assumiu o papel de protetor ou pai adotivo de Claudio. Quando não existem humanos por perto Guga assume imediatamente o seu papel de pai, acompanhando Claudio em todas as suas atividades e brincadeiras, tanto de perto como de longe, vigiando para que nada lhe aconteça. Claudio já identifica Guga como seu pai e quando existem brigas ou tem medo, vai para o colo dele em busca de proteção e abrigo.

Nesta foto vemos ambos como estão muitas vezes durante o dia. Os humanos nunca poderiam interferir na construção desta relação, a fim de que ela se mantenha, caso contrário estaríamos violando a cultura e a forma de viver dos Chimpanzés.