Notícias

Em memória de Frieda – 1981-2021

Postado em 29/03/2021


Frieda (Save the Chimps)

Do Santuário Save the Chimps

É com pesar que compartilhamos que Frieda faleceu inesperadamente na semana passada de causas naturais. Ela era um membro querido da família de Rufus e sempre será lembrada por sua natureza doce e amorosa.

Frieda nasceu em 21 de novembro de 1981na Base Aérea Holloman, em Alamogordo, Novo México. Aos três meses, ela foi tirada de sua mãe e enviada para o berçário do laboratório para ser criada pela equipe. Um mês depois, ela foi enviada para a Universidade da Pensilvânia para fazer pesquisas cognitivas. Aos seis anos, ela foi enviada de volta ao Novo México, onde foi usada para pesquisas invasivas e entrou no programa de reprodução. Ela deu à luz em seis ocasiões, a última vez dando à luz trigêmeos. Alguns de seus bebês faleceram ao nascer e os bebês sobreviventes foram tirados dela e enviados para o berçário do laboratório.

Sua vida mudou em 2002, quando ela foi resgatada por Save the Chimps. Grupos familiares foram formados e Frieda tornou-se membro do maior grupo, a família de Rufus. Ela fez muitos amigos em seu grupo, tornando-se uma das mulheres mais dominantes em sua família. Ela era altamente respeitada por membros masculinos e femininos de sua família. Seu melhor amigo era Rufus, mas Frieda também era amiga muito próxima de Arnulfo e Amber.

Frieda adorava fazer ninhos e sempre tinha um ou mais cobertores consigo, que costumava jogar nas costas e levar para a ilha. Quando ela deixava cobertores para trás nos escorregadores da ilha para sair, nós a chamávamos de volta para removê-los e Frieda sempre nos fazia esse favor com gentileza.

Frieda ADORAVA vegetais, principalmente a alface romana, que fez parte do último jantar que ela desfrutou com a família. A perda de Frieda deixará um buraco permanente em sua família de chimpanzés e no coração de sua família humana. Ela sempre será lembrada como um gigante gentil com uma das almas mais carinhosas. Encontramos conforto em saber que ela está na Ponte do Arco-Íris com seus amados amigos Rufus e Arnulfo.

Doe em sua memória