Notícias

Dois Bebês Chimpanzés Disputados na Justiça

Postado em 18/10/2002


Um Juiz do Estado de New Hampshire, Estados Unidos, decretou que os dois bebês Chimpanzés que encontram-se em poder do Parque Greenville Wildlife fossem reintegrados ao seu dono, o Sr. Drew Weber, proprietário de uma equipe de baseball de categoria inferior.
Os bebês chimpanzés, um macho e uma fêmea, objetos da disputa, foram comprados por Weber da Fundação Coulston, do Estado do Novo México, por 67.500 dólares, em março-abril de 2001. Weber fez um acordo verbal com o dono do parque, Glen Eldridge, de que ele treinaria os primatas para fingir que jogavam baseball e exibi-los durante os jogos, tendo o direito de exibi-los no Parque, quando não estivessem em atividade. Segundo Weber, Eldridge não os treinou, e além do mais os submeteu a maus tratos, colocando-os separados em pequenas gaiolas, com alimentação e tratamento deficientes.

Weber deseja que os chimpanzés sejam entregues ao Zoológico Franklin, de Boston, até que se resolva definitivamente a propriedade dos mesmos, e então os doará ao Center for Captive Chimpanzee Care, em Fort Pierce, Flórida, onde já existem 25 primatas, e os 266 primatas da Fundação Coulston terminarão sendo transferidos também.

A propriedade dos Grandes Primatas por humanos é um ponto importante da Luta do GAP Mundial, que defende a “não propriedade”, já que eles não são objetos, nem escravos, como até agora tem sido. Eliminando a propriedade dos Grandes Primatas pelos humanos, como há décadas atrás foi eliminada a propriedade de escravos negros por homens brancos, deixará de existir o comércio de primatas e eles não sofrerão mais abusos e torturas como sofrem hoje.