Notícias

Chimpanzés do Uganda põem à prova o equilíbrio entre os seres humanos e uma espécie protegida

Postado em 29/09/2020


(National Geographic Portugal)

Com os habitats de floresta do Uganda em regressão, chimpanzés esfomeados alimentam-se de culturas agrícolas e atacam crianças.

Texto: David Quammen / Fotografias: Ronan Donovan – NATIONAL GEOGRAPHIC PORTUGAL

A vida já era difícil para Ntegeka Semata e a sua família, que se esforçavam por arrancar a subsistência do seu pedaço de terra, no Leste do Uganda. Mal conseguiam produzir o suficiente para se alimentarem quando um grupo de chimpanzés audazes e esfomeados começou a ameaçar o seu sustento e a sua segurança.

Há um ou dois anos que os chimpanzés se aproximavam cada vez mais, deambulando por toda a aldeia de Kyamajaka, em busca de alimento, arrancando bananas das árvores, pegando em mangas e papaias e tudo o resto que os tentasse. Tinham apanhado jacas de uma árvore junto da casa dos Semata. No dia 20 de Julho de 2014, esses prenúncios assustadores deram lugar ao horror, um tipo de horror que tocou outras famílias do Uganda. Nesse dia, um único chimpanzé de grande porte, provavelmente um macho adulto, capturou o bebé dos Semata, Mujuni, e matou-o.

“Um chimpanzé entrou na horta enquanto eu estava a cavar”, recordou Ntegeka Semata, durante uma entrevista no início de 2017. Ntegeka acumulava o cuidado dos quatro filhos com o esforço árduo do campo. Quando voltou as costas para ir buscar água, o chimpanzé agarrou no bebé de 2 anos e fugiu. Os gritos do rapaz chamaram a atenção de outros aldeãos, que ajudaram a mãe a perseguir o animal, mas o chimpanzé era duro e forte e provocou lesões mortais em Mujuni.