News

Envio de gorilas para Zoológico de Belo Horizonte é questionado internacionalmente

Posted in 24/09/2013

Gorila Loro Parque
Um dos gorilas de Loro Parque (Foto: EFE)

Diante de uma resposta do Zoológico Espanhol Loro Parque – que insiste em enviar um gorila macho, de nome Leon, ao Zoológico de Belo Horizonte, por um pedido especial da Fundação John Aspinal, da Inglaterra, o Projeto GAP Brasil e Proyecto Gran Simio, da Espanha, fizeram responsável esta Fundação, assim como ao coordenador do programa de reprodução de gorilas, que se radica no Zoológico de Appenheul, na Holanda, pelo risco de morte que implica este traslado ao Brasil, onde outros dois gorilas morreram recentemente.

O Loro Parque insiste que tanto a organização holandesa como a Fundação John Aspinal, ambos negócios montados para abastecer zoológicos com grandes primatas na Europa e agora sendo estendidos a outros países de fora da Comunidade Europeia, inspecionaram o Zoológico de Belo Horizonte e o mesmo foi aprovado. Porém, não explica as mortes recentes de gorilas e outros animais nesta instituição brasileira.

A Fundação John Aspinal tenta disfarçar a sua operação comercial de reprodução e envio de gorilas a outras instituições, assim como seus zoológicos ingleses, que são centros turísticos, vinculados com seus hotéis, com um pequeno projeto de soltura de gorilas na África. É a mesma política que seguem todos os zoológicos no mundo: disfarçar o negócio com a exibição de animais selvagens, acrescentando que colaboram com a educação ambiental e com a proteção da fauna, quando são os maiores predadores da fauna silvestre e exótica, com a constante substituição de espécies, que, com frequência assustadora, morrem em suas instalações.

O Projeto GAP também enviou uma correspondência ao Projeto GRASP, da ONU, que cuida da proteção dos grandes primatas, para que interfira neste negócio montado globalmente por zoológicos, que não respeitam os laços familiares dos grandes símios e os transferem de local em local como meros troféus para serem exibidos publicamente.

Dr. Pedro A. Ynterian
Presidente, Projeto GAP Internacional

Notícia relacionada:
https://www.projetogap.org.br/pt-BR/noticias/Show/4812,zoologico-de-belo-horizonte-insiste-em-ser-cemiterio-de-gorilas