Grandes primatas

Chimpanzés

chimpanzes

Mais parecidos com os humanos do que com os gorilas

Além da ínfima diferença de 0,6% entre o DNA humano e o de um chimpanzé, algumas características comportamentais também são bem semelhantes. Eles disputam por território, inclusive, utilizando pedras e galhos como armas e sabem fazer “política”. Isso mesmo. Alguns chimpanzés buscam frutas e “doam” para outros membros do grupo com o intuito de ganharem votos numa próxima eleição para líder.

Mas assim como na sociedade humana, nem tudo é política ou falsidade. É comum eles formarem amigos que carregam por toda a vida. Os mais altruístas ajudam doentes e idosos a se alimentarem e também há um senso de justiça: se um chimpanzé se recusa a dividir seu alimento, o grupo o castiga, não o deixando chegar perto da carne numa próxima caçada.

Os chimpanzés podem viver em grupos de até 70 indivíduos e 90% de suas andanças são feitas pelo chão. Como nós, eles têm 32 dentes e nítidas expressões faciais para todo tipo de emoção como alegria, raiva, depressão e medo. A comunicação sonora, repleta de gritos e urros, é uma das mais ricas entre os primatas. Eles usam mãos e braços em seus cumprimentos, se beijam e também ficam com os pelos grisalhos na velhice.

Reflita sobre esse exemplo

Linda, uma chimpanzé que viveu no zôo da Universidade Autônoma de Madri nos anos 90, fazia um purê de frutas raspando maças, laranjas, cenouras e limões. Como teve todos seus dentes arrancados, Linda usou sua inteligência para criar uma receita fácil de saborear. Outros seis chimpanzés do mesmo zôo, igualmente sem dentes, aprenderam a fazer o purê.

(Fátima Chuecco – jornalista ambientalista)