Notícias

Não permita que uma família como esta seja destruida

Postado em 30/10/2013

Peter e familia 2013
Divulgação (Projeto GAP)

Família de chimpanzés no Santuário do GAP em Sorocaba Peter, Tata, Marcelino (7 anos) e Miguel (3 anos)

Durante os últimos 100 anos, milhões de famílias de grandes primatas foram destruídas por zoológicos, circos, centros de tortura médica e traficantes de animais, num comércio que chega a bilhões de dólares e continua até hoje.

Na última década, a pressão das sociedades e dos ativistas em defesa dos animais, reduziu o negócio lucrativo, dos centros de tortura médica e circos, ante o rechaço da população pelo uso dos grandes primatas nessas atividades. Os zoológicos ainda continuam destruindo as famílias de grandes primatas, intercambiando indivíduos entre si, para encobrir as mortes prematuras dos seres que lá possuem para exibição.

Não permita que os zoológicos continuem destruindo famílias de grandes primatas e outros mamíferos, com o único fim de divertir ao público. Não visite os zoológicos que destroem famílias e pouco se importam com os sentimentos dos animais que exibem.

ACLARAÇÃO: Peter e Tata só conseguiram criar seus últimos dois filhos nascidos no Santuário, os outros que antecederam, lhes foram retirados ainda bebês para serem vendidos a particulares, pelo zoológico onde viviam.

Dr. Pedro A. Ynterian

Presidente, Projeto GAP Internacional

 

FAÇA UMA CORRENTE DE CONSCIENTIZAÇÃO, DIVULGUE ESTA MATÉRIA A TODOS SEUS CONHECIDOS E AMIGOS NAS REDES SOCIAIS.